INSCRIÇÕES ENCERRADAS
AVISE-ME SOBRE A PRÓXIMA EDIÇÃO
  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Vídeo de apresentação do curso

OBS: a Projecta encerrou suas atividades em maio de 2018. Em breve este site será substituído pelo do André Fonseca, fundador da Projecta. Se tiver interesse por este curso, por favor preencha seu email acima para ser futuramente avisado de novas edições fora da Projecta ou de cursos com temas similares.

Os projetos são instrumentos fundamentais para se obter parcerias e recursos financeiros que tornem possível a sua realização. No entanto, a maioria não sai do papel, revelando uma dificuldade da área cultural em elaborar projetos que desde sua concepção, sejam pensados para serem viáveis e sustentáveis a longo prazo. O momento atual de crise econômica torna essencial a habilidade de desenvolver projetos com conteúdos diferenciados, que saibam fomentar a comunicação com os públicos e gerar o interesse de financiadores.

O curso ajudará os participantes a planejar projetos viáveis, com visão sistêmica e estratégica, e em sintonia com as mudanças do cenário cultural atual e os novos comportamentos dos públicos. Mostrará ainda estratégias para buscar os recursos necessários, trabalhando com as diferentes possibilidades de financiamento à cultura.

para quem o curso é destinado

-pessoas que já atuam na área cultural (como produtores, artistas e gestores), interessadas em aperfeiçoar o desenvolvimento de seus projetos e ampliar suas possibilidades de realização;

-pessoas com pouca ou nenhuma experiência na área cultural, interessadas em adquirir conhecimentos para o desenvolvimento de projetos nessa área.

Obs: o curso não abordará o funcionamento das leis de incentivo. Se tiver interesse neste tema, por favor verifique os cursos Lei Rouanet, Proac ICMS e Leis de Incentivo para Audiovisual.

programa

Como as mudanças no cenário cultural atual impactam o desenvolvimento de projetos?
As novas configurações nos modos de produção, distribuição e consumo de cultura. Os novos perfis dos públicos: de espectadores a co-criadores. Utilização dos meios e ferramentas digitais para o desenvolvimento e potencialização de projetos culturais.

Como desenvolver projetos que possam ser sustentáveis a longo prazo?
Transformando uma ideia num projeto: os aspectos fundamentais a considerar. Análise da viabilidade de realização. Como gerar percepção de valor para o projeto. Novos modelos de produção e gestão de projetos culturais.

Como elaborar o projeto?
Como estruturar um projeto de apresentação para possíveis parceiros e patrocinadores e um projeto para inscrição em editais. Os erros mais comuns que desvalorizam os projetos e dificultam seu entendimento.

Como buscar recursos para o projeto?
Como pensar estratégias de captação de recursos trabalhando com diversos mecanismos de financiamento à cultura: patrocínio, pessoas físicas, geração de recursos próprios e editais.

Carga horária total: 12h

fomentador

André Fonseca

andreAtua com consultoria e formação na área de gestão cultural, com focos principais na construção de estratégias de sustentabilidade a longo prazo e na comunicação com os públicos. Graduado em comunicação social com habilitação em marketing pela ESPM-Escola Superior de Propaganda e Marketing, e pós-graduado em Cooperação e Gestão Cultural Internacional pela Universidade de Barcelona. Fundador e diretor da Projecta, empresa especializada em ações de formação na área de gestão cultural. Ministrante da pós-graduação Gestão Cultural: desenvolvimento e mercado, do Senac. Desenvolveu e implementou o programa de capacitação em gestão cultural para a equipe da Secretaria de Cultura e Turismo de Santo André/SP (2008). Idealizador e e realizador de ações como os Encontros de Gestão Cultural (2011 a 2013), em parceria com o Goethe-Institut São Paulo. Entre outras atuações no campo iberoamericano, foi docente no curso à distância REM 2.0 (2011), sobre projetos culturais colaborativos na América Latina; e coordenador do ciclo de encontros Sustentabilidad para la danza no Festival Internacional de Danza Contemporánea de Uruguay (2012). Foi membro da comissão de seleção de editais em órgãos como Ministério da Cultura e Fundação Cultural Cassiano Ricardo. Desenvolveu consultorias e ações de formação para clientes como Instituto Brincante, Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, MIS – Museu da Imagem e do Som, Red Sudamericana de Danza, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, Circo Zanni, Antonio Nóbrega, Festival Cordas na Mantiqueira, Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Senac, Rosenbaum, Goethe-Institut São Paulo, IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, e Secretaria de Cultura e Turismo de Santo André.