INSCRIÇÕES ENCERRADAS
AVISE-ME SOBRE A PRÓXIMA EDIÇÃO
  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.

Os editais do ProAC (Programa de Ação Cultural), da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, se configuraram nos últimos anos como o principal mecanismo de financiamento a projetos culturais independentes realizados no estado. Os primeiros editais de 2017 já estão com inscrições abertas e outros serão lançados nas próximas semanas.

O curso, que ocorre uma vez por ano na época de abertura dos editais, é composto como um guia prático para facilitar a apresentação e a estruturação de projetos para o ProAC, com uma série de observações e dicas que também poderão ser aproveitadas em outros editais. Os participantes conhecerão ainda um roteiro para ajudá-los a elaborar projetos culturais e a lidar com os aspectos onde normalmente os proponentes encontram mais dificuldade, como justificativa, contrapartidas e orçamento.

para quem o curso foi desenvolvido

Artistas, produtores culturais e demais interessados em inscrever projetos nos editais 2016 do ProAC.

programa

ProAC editais: regras e procedimentos para inscrição, documentação e entrega. Estruturação do projeto. As falhas mais comuns dos proponentes nas inscrições em editais de cultura.

Roteiro prático para elaboração de projetos culturais. Esclarecimento de dúvidas dos participantes sobre o melhor modo de apresentar seus projetos.

Carga horária total: 6h

fomentador

André Fonseca

andre

Consultor e pesquisador independente em gestão cultural. Fundador e diretor da Projecta, empresa especializada em ações de formação na área da cultura. Consultor da Entreatos, agência especializada em patrocínios culturais. Graduado em comunicação social com habilitação em marketing pela ESPM-Escola Superior de Propaganda e Marketing, e pós-graduado em Cooperação e Gestão Cultural Internacional pela Universidade de Barcelona. Ministrante da pós-graduação Gestão Cultural: desenvolvimento e mercado, do Senac. Foi membro de comissão de editais de órgãos como Ministério da Cultura e Fundação Cultural Cassiano Ricardo. Desenvolveu e implementou o programa de capacitação em gestão cultural para os funcionários da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Santo André/SP (2008). Idealizador e e realizador de ações como os Encontros de Gestão Cultural (2011-2013), em parceria com o Goethe-Institut São Paulo. Entre outras atuações no campo iberoamericano, foi docente no curso à distância REM 2.0 (2011), sobre projetos culturais colaborativos na América Latina;  e coordenador do ciclo de encontros Sustentabilidad para la danza no Festival Internacional de Danza Contemporánea de Uruguay (2012). Desenvolveu consultorias, trabalhos e ações de formação para clientes como Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, Instituto Brincante, Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Santo André, Red Sudamericana de Danza, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, Digestivo Cultural, Circo Zanni, Festival Cordas na Mantiqueira, Senac, MIS- Museu da Imagem e do Som, Fundação Cultural de Mato Grosso do Sul e Rosenbaum.