INSCRIÇÕES ENCERRADAS
AVISE-ME SOBRE A PRÓXIMA EDIÇÃO
  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.

A relação cada vez mais estreita entre o consumo cultural e os meios digitais passou a demandar dos profissionais da cultura um entendimento sobre como pensar estratégias de ocupação das redes sociais, de modo a buscar um contato mais direto com os públicos que desejam atingir.

Como criar uma presença digital para seu projeto cultural? Como elaborar o briefing e planejar as estratégias? Quais redes atendem melhor suas necessidades? Com quem você está competindo? Como trabalhar com a equipe (in)disponível? Como avaliar os resultados?

para quem o curso foi desenvolvido

Profissionais da cultura interessados em desenvolver ou potencializar estratégias de comunicação digital para seus projetos ou espaços onde atuam (grupos artísticos, coletivos, instituições culturais, etc).

programa

– Conhecendo algumas ferramentas: briefing e referencial

– Funcionalidades específicas das principais redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram e YouTube)

– Itens básicos para a comunicação digital de qualquer ação cultural

– A elaboração de um roteiro de trabalho: como montar uma pauta e escolher as imagens

– Escuta criativa: observar, prever, aprender e criar

– Como se relacionar com o público por meio das redes sociais

– Parceiros e influenciadores digitais: como identificar e se relacionar

– Como avaliar o seu trabalho: engajamento e métrica nas redes sociais

– Estudos de caso

(carga horária total: 6h)

fomentador

Rafa Munduruca

rafa p/b

Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Viçosa e mestrando em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP. Atualmente é Editor Web na Gerência de Relações com o Público, do SESC SP. Lá, foi responsável pelo planejamento de comunicação digital de projetos como Circos – Festival Internacional Sesc de Circo (2013, 2014, 2015), Circuito Sesc de Artes (2014 e 2015), Mirada – Festival Iberoamericano de Artes Cênicas de Santos (2014), Bienal Internacional Sesc de Dança (2013), Sesc na Bienal do Livro SP (2014) e Frestas – Trienal de Artes (2014). Trabalhou como jornalista digital prestando serviços para organizações como Edelman Significa, HBO, Instituto Claro, HP, Editora Cosac Naify, Associação Cidade-Escola Aprendiz e Instituto Vivo.